Governo lança projeto piloto do DT-e que unificará 20 documentos obrigatórios no transporte rodoviário

 

My Image


O Ministério da Infraestrutura lançou nesta segunda-feira (27), em Vila Velha, no Espírito Santo, o projeto piloto do Documento Eletrônico de Transporte (DT-e).


O ministro da pasta, Tarcísio Gomes de Freitas, explicou que a nova tecnologia visa a unificação de 20 documentos obrigatórios para operações de transporte no País. Segundo ele, a iniciativa tem o objetivo de otimizar o tempo e aumentar a produtividade do setor.


O ministro já havia anunciado em reuniões com a CNTA a criação de um plano de desburocratização para o segmento. 


O projeto piloto será realizado no âmbito da rede de monitoramento “Canal Verde” da ANTT.


Com a nova tecnologia, as informações dos documentos passarão a constar no sistema (DT-e), disponível por meio de um aplicativo de celular. A leitura eletrônica dos dados do veículo e da operação, será realizada por meio de um chip acoplado ao veículo e vai permitir que o caminhoneiro siga viagem sem precisar ser parado no caminho e sem a necessidade de apresentar documentos em papel nos postos de fiscalização e pesagem.


Segundo o ministro, a iniciativa inibiará a atuação de intermediários. “Vamos acabar com a necessidade de intermediários, diminuir a evasão fiscal, trazer justiça tributária e aumentar a arrecadação. A exigência de documentos e procedimentos complicados onera a operação para o caminhoneiro, que sofre com a burocracia e com os altos custos dos serviços de despachante”, disse durante seu pronunciamento. 


Ainda durante a cerimônia de lançamento, ele destacou o diálogo constante com a CNTA. “Quero dar o meu abraço a todos da CNTA. Tenho tido um aprendizado constante com os autônomos. Eu tenho aprendido sobre o transporte rodoviário de cargas, sobre as necessidades da categoria. Sobre como essas pessoas trabalham, geram riquezas e não tem tido o retorno do Estado. Então nosso compromisso é dar retorno a essa categoria”, destacou.  

 

 

My Image
O presidente da FETAC-ES, Edicarlos Gelain e o presidente do  Sinditac - Linhares, Aylton Junior, prestigiaram o lançamento do projeto e representaram a CNTA durante o evento.